Governo do Amazonas

Reeducandos de Itacoatiara realizam serviços de roçagem e limpeza em escola da rede estadual

Objetivo é ofertar novas perspectivas de vida para os apenados por meio do trabalho

Aproveitando o período do recesso escolar, os reeducandos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), inseridos no programa de ressocialização Trabalhando a Liberdade, da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), realizam serviços de manutenção e limpeza na Escola Estadual Professor Ronaldo Marques da Silva, localizada naquele município (distante 176 quilômetros de Manaus). 

Desde o início desta semana, os internos trabalham no local, situado na rua Mário Andreazza, bairro Mamoud Amed. A iniciativa tem a finalidade de proporcionar melhorias no prédio, além de novas oportunidades para os apenados.

Segundo o secretário titular da Seap, coronel Paulo Cesar Gomes, os serviços além de beneficiar os reeducandos com a diminuição da pena, colaboram para promover o aperfeiçoamento de suas habilidades.

“Através deste programa, o Governo do Amazonas, por meio da secretaria, está empenhado em ajudar a integrar os detentos à sociedade, visto que eles podem voltar a conviver com diferentes tipos de pessoas, que passam a vê-los não só como detentos, mas como cidadãos que estão fazendo a sua parte para a melhoria da sociedade”, destacou.


De acordo com o diretor da UPI, Antônio Cordeiro, a atuação dos internos nessa nova frente de trabalho é essencial para que eles possam reduzir suas penas e trazerem um retorno positivo para à sociedade.

“Os trabalhos permitem ofertar aos reeducandos muitos valores sociais e éticos, como a responsabilidade e o comprometimento, além disso, é uma maneira de prepará-los para o mercado de trabalho”, enfatizou.

O reeducando José Luiz (nome fictício), disse que fica feliz em participar desses trabalhos, pois se sente valorizado por meio da sua mão de obra.

“Eu me sinto bem trabalhando, acho melhor do que ficar trancado. Quando estamos aqui não vemos o tempo passar. Quando o serviço é externo é melhor ainda, pois podemos imaginar que não estamos presos. O que eu desejo é continuar trabalhando e dando orgulho para minha família ao longo de todos os dias da minha nova vida”, afirmou.

Todos os reeducandos passaram por cursos de capacitação, como de pintura predial e pedreiro, para atuarem nessas forças tarefas.

Ressocialização – Atualmente, 23 reeducandos integram o Trabalhando a Liberdade de Itacoatiara. O programa é uma alternativa de ressocialização que possibilita ao preso a redução de um dia de sua pena a cada três dias trabalhados, prevista na Lei de Execução Penal (LEP), Lei nº 7.210.

Novos trabalhos – Na próxima semana, novos detentos irão iniciar uma nova frente de trabalho na Escola Estadual Dep. João Valério de Oliveira, localizada na avenida Torquato Tapajós, 1.491, em Itacoatiara. No local, eles irão executar os serviços de pintura, roçagem, podagem e limpeza.

FOTOS: Divulgação/Seap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.