Internacional

Idosa serial killer que fazia doces com restos de vítimas morre de covid-19

Sofia Zhukova, 81, uma serial killer que ficou conhecida por fazer doces com a carne de suas vítimas, morreu de covid-19 na prisão antes de seu julgamento na Rússia. De acordo com o jornal “The Sun”, ela foi acusada de matar três pessoas de forma brutal, entre elas uma menina de 7 anos. Ela foi levada ao hospital para tratamento ao contrair a doença e morreu no último dia 29, mas a notícia foi divulgada agora. A polícia também investigava se outros quatro assassinatos estariam ligados a Sofia.

Durante o julgamento, foram exibidos vídeos nos quais Zhukova usava um machado para mostrar a detetives como matou uma de suas vítimas. Órgãos de um zelador, Vasily Shlyakhtich, teriam sido encontrados na geladeira da mulher, mas ela negou ser canibal. Em seu depoimento, ela declarou: “Eu matei o zelador, mas ele me estuprou. O que você acha que eu deveria ter feito? Piquei ele com um machado”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.