DestaquesPolítica

Exército afasta investigados pela PF e deixa caso integralmente nas mãos de Moraes

O Exército brasileiro decidiu distanciar-se das investigações da Polícia Federal sobre a suposta conspiração para um ‘golpe de Estado’, encaminhando a questão para a alçada do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Conforme informações de fontes militares, a decisão de Moraes de transferir o caso para a Justiça civil resultou no envio dos inquéritos militares para a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Os militares, agora, aguardam os desdobramentos do processo judicial antes de considerar possíveis medidas disciplinares, incluindo a expulsão dos envolvidos.

Fontes do Exército revelaram: “Moraes puxou o caso para a Justiça civil e os inquéritos militares foram enviados para a Procuradoria-Geral da República”. E acrescentaram: “No caso das Forças Armadas, os seus comandantes não podem se omitir perante a condução arbitrária de processos ilegais que atingem seus integrantes ao largo da Justiça Militar”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.