DestaquesPolítica

Moraes converte prisão de Valdemar Costa Neto para preventiva

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a conversão da prisão em flagrante de Valdemar Costa Neto, presidente do PL, para prisão preventiva, indicando uma detenção por tempo indeterminado. Este desdobramento veio após uma audiência de custódia realizada na sede da Polícia Federal em Brasília, onde Costa Neto estava detido desde a quinta-feira (8), após a operação de busca em um de seus endereços relacionados a investigações sobre um suposto golpe de Estado.

A prisão de Valdemar não foi resultado direto de um mandado de busca e apreensão, descobriram uma arma de fogo com registro expirado e uma pepita de ouro. A análise da Polícia Federal apontou que o ouro provinha de atividades de garimpo, e para crimes de usurpação mineral, a legislação brasileira não prevê a possibilidade de fiança.

Moraes solicitou que a Procuradoria-Geral da República se pronunciasse sobre o pedido de liberdade provisória apresentado pela defesa de Costa Neto, estabelecendo um prazo de 24 horas para tal manifestação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.