Política

Gastos ministeriais alcançaram R$8,5 milhões em 2023

O ano de 2023 registrou um grande aumento de gastos por parte dos ministros do governo Lula, conforme apontado site Diário do Poder. O total despendido em passagens e diárias pelos ministros alcançou a expressiva cifra de R$8.531.049,89, paga pelos cofres públicos, que já arcam com uma série de regalias ministeriais, incluindo gasolina, motoristas, moradia e uma vasta equipe de assessores.

No topo da lista de gastos, o Ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, apresentou um valor de R$1.335.423,00, dos quais R$1,1 milhão foram destinados exclusivamente a passagens aéreas. Seguindo Vieira, o Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, registrou despesas de R$621,1 mil.

Nísia Trindade, à frente do Ministério da Saúde, desembolsou R$123,9 mil em diárias e R$393,4 mil em passagens. Juscelino Filho, Ministro das Comunicações e entusiasta de leilões de cavalos, gastou R$497,4 mil. Próximo na lista está Vinicius Carvalho, da Controladoria-Geral da União (CGU), com R$365,8 mil em gastos.

Não podem ficar de fora os gastos de ex-ministros já desligados do governo, como Gonçalves Dias (GSI), Ana Moser (Esportes) e Daniela do Waguinho (Turismo), que juntos somaram uma fatura de R$270,5 mil. Estes números refletem o alto custo dos privilégios ministeriais suportados pelo pagador de impostos brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.