Esporte

Fernando Diniz é demitido da Seleção Brasileira e Dorival Junior é o favorito para assumir cargo

A decisão foi tomada um dia após o retorno do dirigente ao cargo por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF)

A partir desta sexta-feira (05), Fernando Diniz não é mais o treinador da Seleção Brasileira. O agora técnico exclusivo do Fluminense foi demitido do comando da Canarinho pelo presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues. A decisão foi tomada um dia após o retorno do dirigente ao cargo por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

Diniz foi comunicado de sua saída por Mario Bittencourt, presidente do Fluminense. O diretor tricolor recebeu do próprio Ednaldo a tarefa de comunicar a demissão. 

O atual técnico do São Paulo e campeão da Copa do Brasil pelo clube paulista, Dorival Júnior, é preferência de Ednaldo para comandar a Seleção Brasileira após a renovação do treinador italiano Carlo Ancelotti com o Real Madrid.  

Diniz na seleção. 

Fernando Diniz foi anunciado como treinador da Seleção no dia 4 de julho de 2023. Ele assumiu após a saída de Tite, no dia 18 de janeiro do ano passado, que abandonou o cargo na sequência da eliminação durante as quartas de final da Copa do Mundo, em 2022. 

O contrato de Diniz iria até julho de 2024. No comando da seleção, ele teve uma passagem marcada por recordes infelizes durante as eliminatórias sul-americanas para o Mundial. 

Na competição, o Brasil de Diniz conseguiu: 

  • A primeira derrota em casa.
  • A pior campanha da Seleção na história, com 7 pontos conquistados.
  • Acumular três derrotas seguidas.
  • Perder a invencibilidade de 37 jogos
  • Perdeu para o Uruguai depois de 22 anos;
  • Perdeu para a Colômbia pela primeira vez.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.